Vinhos para curtir no calor ao ar livre

novembro 12, 2017

Não sei quanto a vocês, mas sempre que eu penso em um belo dia de sol, uma das primeiras coisas que me vem à cabeça é beber um vinho igualmente bonito ao ar livre. Seja um piquenique no parque, ou uma farofada na praia, imagine só a cena: você e um grupo de amigos, uma cesta com várias comidinhas e…uma(s) garrafa(s) de vinho! A imagem da perfeição!

Claro, como estamos em Salvador, a gente deve considerar que, apesar de ainda estarmos na primavera, a temperatura aqui já é de verão! =D

IMG_7728

Por isso, é fundamental levar um cooler com gelo e ter certo cuidado com alguns pontos na hora de escolher o vinho:

– Aqui é a hora de priorizar os vinhos brancos, rosés e espumantes. Particularmente, acho os rosés uma excelente pedida!

– Se, mesmo com o calor, você não abre mão dos tintos, opte pelos mais levinhos, com poucos taninos e teor alcoólico mais baixo.

– Piquenique não é o momento para abrir vinhos potentes, complexos e evoluídos. Opte por vinhos mais simples, jovens e frescos. (Que normalmente são mais baratos e vão combinar bem mais com o momento)

– Apesar de cada vinho ter uma temperatura ideal, gele sempre um pouquinho mais, pois ao ar livre ele esquenta muito rápido na taça. Da mesma forma, sirva quantidades menores de cada vez, para não dar tempo do vinho esquentar.

IMG_6912

Quer saber quais são algumas das minhas pedidas ideais? Confere aí!

Claude Val Rosé – Esse rosé do sul da França é um dos meus favoritos. Leve, equilibrado, com aroma de frutas vermelhas, pêssegos e flores. Tem toda a cara de um piquenique no fim de tarde, uma verdadeira primavera na taça! (R$ 73 na Enoteca Decanter)

Marqués de Riscal Rueda  – Um branco espanhol super refrescante feito com a uva Verdejo. Este aqui já é pra você beber no meio da tarde, para refrescar aquele solzão (vai bem até na praia!). Aromas de limão, lima e maracujá. Leve e divertido! (R$ 78,76 no Almacén Pepe Pituba ou Horto Florestal.