Rua 15

novembro 14, 2011

Nota: 9

Bons baianos que somos, e amantes de camarão, não poderíamos começar este blog falando sobre outra coisa que não a deliciosa moqueca premium que comemos ontem (13/11) no restaurante Rua 15.

Imagens do restaurante Rua 15, comida e ambiente

Prato e ambiente do Restaurante Rua 15.

O Rua 15 é um daqueles restaurantes onde nunca iríamos naturalmente. Explico o porquê: localização. Apesar do fácil acesso, o estabelecimento fica próximo ao shopping Aeroclube, que, para nós, não é caminho. E como o quesito praticidade pesa muito na nossa escolha, aí já viu. Felizmente, o destino e uma promoção do clube de compras Oferta Única nos levou até lá. A conclusão: vale a pena esticar o passeio.

O atendimento: 8.
O cupom de oferta pedia que ligássemos para reservar previamente a mesa. Desde este primeiro contato, o atendimento se mostrou um ponto forte do lugar. Quem falou conosco foi muito simpática e receptiva, além de nos dar todas as coordenadas para chegar lá. No local, os garçons foram solícitos e ágeis. As entradas, bebida, prato, sobremesa e conta chegaram no tempo certo, e foram servidas corretamente. Ponto negativo: a interação alegre e amigável entre a banda da noite e os funcionários pode fazer você se sentir um “estranho na festa”, mas nada que estrague a noite.

O local: 9,
Como já disse, de fácil acesso. Passando o aeroclube, é só fazer o primeiro retorno e entrar a segunda direita, fazendo um “S”. Achamos vaga fácil na porta. Há guardador no local, mas o que estava lá no dia não foi nada invasivo.

O ambiente: 10.
Muito fofo. Dois andares, varandinha fechada, ambiente climatizado com área infantil equipada, colorida e fechada (quando fomos, não havia ninguém, então não sei se eles têm alguém que olhe os pequenos ou se um dos pais tem que ficar junto). Como eu, Gabriela, adoro lugares temáticos, fiquei encantada com o estilo “pracinha” do local, com direito a mini-postes, placas de rua e mesinhas de madeira.

A banda da noite era muito boa: um trio que tocava um MPB gostoso com poucos clichês.

A comida: 10.
Muito gostosa! Abrimos a noite com dois pastéis de caranguejo (R$6,50 +- cada), que vieram acompanhados de 3 molhinhos: um de ervas (maravilhoso!) e dois de pimenta. Melhores e mais temperados que os do Beach Stop.

O prato principal, como falei lá em cima, foi uma moqueca de camarão premiumacompanhada de arroz, farofa, banana frita e pirão (R$65 +-, sem cupom de desconto). O prato, com camarões bem gordinhos, alimentou muito bem o casal bom de garfo que vos fala e, embora Eden discorde, eu acho que serve 3 pessoas sem tanta fome. O cardápio não se prende a comidas típicas baianas, oferecendo também pratos de carne, massas e petiscos.

O cupom de oferta dava direito, ainda, a dois petit gâteaux (minha sobremesa favorita: bolo de chocolate quentinho, macio e molhadinho + sorvete de creme). Apesar de não combinar com comida de dendê, provamos e só tenho uma palavra para descrevê-los: DIVINOS! Um dos melhores que já comemos.

Para beber, pedi o de sempre: Aquarius Fresh (R$2,50 +-), mas a casa oferece cerveja e uma boa variedade de drinks para quem gosta de beber.

A conta: 8.
Barato, não é. Fora o cupom de desconto (moqueca + 2 petit gâteux = R$39,90), pagamos R$25,50, referentes a 2 Aquarius, 2 pastéis, couvert musical (R$10) e 10%. Sem o cupom, nossa conta ficaria em torno de R$90. Acho que vale a pena para datas comemorativas.

A nota: 9
Não temos do que reclamar. Apesar de salgado, o preço não é muito distante dos demais restaurantes de comida baiana, com qualidade igual ou superior.

Indicamos para casais, grupos e família que queiram comer uma boa moqueca ou pastel de camarão. Quem for lá e pedir outro prato, deixa o comentário aqui pra gente.

Endereço: Avenida Iemanjá, 35*
Bairro: Boca do Rio*
Telefone: 3230-0501*
Lugares: 300*
Horário: 11h30/0h (sex. sáb. até 1h)*
* Informações do site Veja Salvador em: http://vejabrasil.abril.com.br/salvador/restaurantes/rua-15-45552