Coxinha do Gago

julho 29, 2013

Sabe esses lugares que todo mundo fala bem e você nunca foi? Pra gente, a Coxinha do Gago era um deles. Pra mim, pelo menos. E você acha mesmo que um dos lanches mais famosos da cidade ia ficar de fora das dicas do Onde Comer em Salvador? Claro que não! Assim, lá fomos nós numa tarde de sábado acompanhados de bons amigos que também morriam de vontade de conhecer essas delícias. Veja como foi.

Logo Coxinha do Gago - Onde Comer em Salvador Blog de Gastronomia

Coxinha do Gago.

Atendimento: bom.
Alheios ao funcionamento da barraca, demos sorte de chegar assim que abriu, no fim da tarde, em torno de 16h30 (embora o horário da fan page seja das 09h às 23h). Pelo que o funcionário nos explicou, não há atendimento direto às mesas, cada um faz seu pedido no balcão. Apesar disso, ele foi muito solícito em nos ajudar a juntar as mesas e pegar nossos pedidos ali mesmo. Só houve um errinho na hora de trazer um dos pedidos (ele trouxe o Pocket de Camarão em vez do Camarão Encapotado), mas nada que não possa ser facilmente perdoado com tanta boa vontade.

Localização: muito boa.
Às vezes uma localização prática agrada tanto quanto uma boa comida. E a Coxinha do Gago que nós visitamos (pelo que ouvimos, a única que não perdeu a placa para a Prefeitura) fica muito bem localizada no Imbuí, próxima à praça, à Igreja e a um mall, na Rua das Gaivotas. Chegamos e estacionamos em frente, na calçada, sem dores de cabeça.

Ambiente: bom.
Pra falar a verdade, o ambiente nos surpreendeu. Todos imaginávamos a Coxinha do Gago como uma barraquinha, sem lugar pra sentar e o que encontramos foi um agradável ambiente ao ar livre, sob a sombra de uma árvore, com mesas e cadeiras de madeira bem arrumadas. O único contra foram os mosquitos, que chegaram sem convite ao anoitecer. Da próxima, vamos de repelente.

Coxinha do Gago - Onde Comer em Salvador Blog de Gastronomia

Coxinha do Gago.

Comida: muito boa.
Aqui você pergunta: “E então, a Coxinha do Gago é isso tudo mesmo?”. Olha, é muito boa, sim. Na nossa opinião, o produto se destaca muito pelo seu tamanho e pela variedade, ainda que pequena, de sabores do cardápio fora a Coxinha de Frango com ou sem Catupiry: Carne Seca com Catupiry e Italiana (com queijo e presunto). Nós provamos a Tradicional e a de Carne Seca e confessamos que gostamos mais da segunda. Quem quiser, ainda pode incrementar o lanche com ketchup, mostarda, maionese ou mesmo molho barbecue, disponíveis à mesa.

Mas nem só de Coxinha é feita a Coxinha do Gago. Eles também oferecem outros salgados como o Pocket de Camarão (bom!) e o Pocket de Bacalhau e, pasmem, até Petit Gâteau para a sobremesa. Ficamos curiosos, mas acabamos nos rendendo à barraca de Churros que fica bem em frente ao Gago e na qual estávamos de olho desde a hora que chegamos. Estava ok, só podia ser menos massudo e mais crocante.
Conta: muito boa.
Uma coxinha da Coxinha do Gago vale tranquilamente por uma refeição. Nós comemos duas mais um refrigerante (copo), cada e nossa conta fechou em cerca de R$15. Saímos satisfeitos. Ah! Os churros foram R$4 no total.


Conclusão: muito bom.
Ir a um lugar com altas expectativas é um perigo, mas felizmente a Coxinha do Gago não decepcionou. Gostamos e, se a dieta deixar, voltaremos para provar outros sabores.

Endereço: Rua das Gaivotas.
Bairro: Imbuí
Telefone: (71) 3033-4566
Lugares: 30 (aprox.)
Horário: das 09h às 23h (de seg. a dom.)*
Site: http://www.coxinhadogago.com.br/
Fan page: https://www.facebook.com/CoxinhaGago?ref=ts&fref=ts
*Informação retirada da fan page da Coxinha do Gago no Facebook.